domingo, 15 de setembro de 2013

ESTILO DE LIDERANÇA DO APOSTOLO PAULO


1 – Paulo, como aluno de Gamalieu, era um religioso assim como muita gente nos dias atuais é religiosa.
 por ser “discípulo” de Gamaliel ele odiava Jesus Cristo sem nem mesmo o Conhecer.  Creio que nós somos assim também, muitas vezes não gostamos de alguém somente porque ouvimos alguém falar mal daquela pessoa, como Paulo sempre ouvia falar mal sobre Jesus o ódio e a raiva dele por Jesus somente aumentava, até...Paulo ter um Encontro com Jesus, onde Jesus se revelou a Paulo e Paulo decidiu abandonar seu antigo lider e discipulador Gamalieu e seguir Jesus Cristo o único e verdadeiro mestre de nossas vidas. Paulo a partir deste Encontro passou a amar Jesus e também a amar as vidas perdidas o que o transformou num Lider e num discipulador sem igual.

1.1 – Antigamente Reis e governantes se achavam os “escolhidos” “soberanos” na antiguidade eram erguidos estatuas e monumentos a estes reis, O rei Nabucodonosor fez uma estátua de ouro, cuja altura era de sessenta côvados, e a sua largura de seis côvados; levantou-a no campo de Dura, na província de babilônia. Daniel 3:1 inclusive eram feitos holocaustos a estes lideres como faziam Jezabel e Acabe.
Ate mesmo os “sacerdotes judeus” estavam acostumados a serem servidos e aos holocaustos em beneficio próprio.
Mesmo nos dias atuais existe uma classe de lideres que são verdadeiros feitores e querem apenas ser servidos. Na época de Jesus entre seus discípulos também havia este tipo de pensamento...o que Jesus foi mudando com o “caminhar junto” através da liderança e  discipulado diário, pois Jesus como Filho de Deus servia aos discípulos e as multidões.
Jesus como FILHO DE DEUS não veio ao mundo para ser servido mas sim para servir e ser sacrificado pelos nossos pecados e foi este um de seus maiores ensinamentos principalmente para os seus discípulos Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido. João 13:5

1.2 –  a Liderança através da inspiração nunca foi novidade mas sempre fora desprezado, pois este estilo de liderança não é o estilo de liderança aplicado no mundo onde os governantes e lideres impõem, controlam usando o poder a eles outorgado enquanto a liderança por inspiração temos que nos colocar como exemplo.
Sucedeu que, havendo eles passado, Elias disse a Eliseu: Pede-me o que queres que te faça, antes que seja tomado de ti. E disse Eliseu: Peço-te que haja porção dobrada de teu espírito sobre mim. 2 Reis 2:9
Paulo sempre exerceu este tipo de liderança: Não porque não tivéssemos esse direito, mas por termos em vista oferecer-vos exemplos em nós mesmos, para nos imitardes. 2 Tessalonicenses 3:9
 porem mesmo assim este tipo de liderança é combatido no plano ideológico ate mesmo dentro das Igrejas.


1.3 – Pedro e Paulo não eram um exemplo de liderança aos olhos das pessoas mas Jesus via neles alem das aparências. Para ser um líder inspirador devemos usar a nós mesmos como exemplo e principalmente crer no melhor que há nos outros. Barnabé teve o seu justo destaque na liderança inspiradora apresentando Saulo ao apóstolos e depois chamando Paulo para irem trabalhar na Antioquia Siria e também dando oportunidade a Joao Marcos como cooperador, muitas pessoas estão dentro das igrejas buscando uma oportunidade para poder cooperar de alguma forma mas com um líder cego espiritualmente esta oportunidade nunca chega.
 As vezes também podemos relutar contra esta ideia de ser Lider ou um cooperador mas uma vez escolhido por Jesus.....a palavra diz que Deus chama e Deus mesmo capacita.

2 – Saber Liderar é saber se comunicar e Paulo se comunicava muito bem se colocando sempre como exemplo nos mesmos moldes que Jesus Cristo se comunicava.

2.1 – Paulo como pudemos ver ao longo do curso bíblico era um orador sem igual; um homem estudado, mas quando ele falava sobre Cristo não usava de seu intelecto e sim do que o espírito o revelava, Paulo se comunicava eloquentemente com reis, governadores e sacerdotes. chegando a ser confundido com Mercurio devido a sua eloquência e também porque ele era sempre o principal portador da palavra e Barnabé confundido com Jupiter.
As cartas paulinas são graves e fortes porem nunca carregadas de autoritarismo, mesmo que Paulo nem sempre pudesse estar presente pessoalmente. Em Corinto haviam opositores a Paulo pessoas sem discernimento espiritual, estas pessoas criticavam a ausência de Paulo.

2.2 – Paulo não SE ACHAVA NEM MELHOR E NEM PIOR DO QUE NInguem esta era a visão equilibrada sobre si mesmo pois ele entendia o seu chamado e por causa disso ele se comunicava ousadamente o que fazia com que muitos o odiassem. Devido Paulo entender completamente o seu chamado ele não se diminuía diante dos outros apóstolos a ponto de repreender Pedro em publico da mesma forma corajosa e ousada ao lado de Barnabé contendeu com os judaizantes que pregavam a circuncisão, ate mesmo Barnabé foi alvo de sua reprovação quando quis dar mais uma chance a Joao Marcos devido ele ter se afastado e não ter acompanhado eles no trabalho em Panfilia. O verdadeiro líder deve ser sempre humilde o que não o impede de expor seus pensamentos.

2.3 – Paulo era um grande líder e também um grande comunicador, e toda pessoa com estas características desperta sonhos nas outras pessoas. O verdadeiro Lider deve ser uma pessoa de palavra que sustenta o que diz, também se aborrece com mentiras e a duplicidade de caráter. Paulo era notável por ser um homem corretíssimo ele passava isso aos seus liderados e não tolerava que os obreiros fossem de língua dobre. Quando Paulo era impedido de cumprir seus compromissos ele reconhecia a sua falha e se retratava mesmo em cartas aos seus liderados.

3 – Paulo era como um olheiro de futebol, ele tinha uma qualidade especial em reconhecer novos lideres e discípulos, liderando-os com humildade e dureza, mesmo que naquele tempo fosse difícil encontrar pessoas que quisessem exercer o ministério de Jesus.

3.1 – Visando ampliar o Reino de Deus o Lider tende a confiar mais em seus liderados estando sempre com os olhos abertos para Deus , no caso na obra do Senhor e no seu liderado
Haviam algumas dificuldades naquela época para se encontrar interessados no ministério.
1.o ser Diacono ou presbítero não trazia status a ninguém, hoje alguns diáconos ou presbíteros tem um certo status.
2.o não havia remuneração alguma, exceto para o obreiro principal
3.o havia muita perseguição contra os cristãos
Mas isto não impedia que as pessoas se convertessem e que muitas desejassem estar no ministério de Jesus, porem normalmente esta erA UMA  decisão mais bem pensada, não é como nos dias atuais onde basta levantarmos a Mao e aceitar a Jesus Cristo

3.2 – Podemos entender que Paulo estava sempre atento para identificar novos lideres que pudessem continuar a pregar o Evangelho de Jesus,  contudo Paulo não deixava a qualidade de sua liderança cair  e nem mesmo suas exigências ministeriais
3.3 – Ser um líder é realmente se conhecer e reconhecer o seu chamado por Deus usando a si mesmo como um exemplo vivo somente assim este líder não se sentira inseguro e ameaçado ou então com ciúmes.
Liderar tem seus riscos: ingratidão, traição,abandono. MAS SE  coração do líder estiver conectado ao trono de Deus e aberto aqui na Terra homens e mulheres serão resgatados para o ministério de Jesus. Paulo foi um exemplo de abandono e resgate: Joao marcos abandou o trabalho em panfilia sem guardar nenhum rancor ou magoa, depois Paulo reconheceu o seu valor e o chamou novamente para estar com ele em seu martírio.
Questionário:
1 – liderança nos moldes de cristo
2 – inspirar a outras pessoas
3 – expor seus pensamentos
4 – só promete o que pode cumprir
5 – para prosseguirem na obra

1 comentários:

Paulo Jorge Ramos disse...

Saudações,
envio informção sobre a conversão do Apóstolo Paulo:
http://quem-escreveu-torto.blogspot.pt/2013/02/actos-dos-apostolos-conversao-de-paulo.html
Obrigado

Postar um comentário

Template - Dicas para Blogs